O Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) espera todos os seus processos de compras sejam totalmente eletrônicos e assinados com certificados digitais padrão ICP-Brasil em 2013.

A expectativa é eliminar o uso de papel no procedimento, eliminando o uso de 800 folhas no formato A4 registrado atualmente. A iniciativa faz parte do Processo Verde, que a empresa está lançando.

Para Luiz Turbay, superintendente de aquisições e contratos do Serpro, embora o serviço público ainda seja conservador em questões processuais, a mudança é necessária e deve ocorrer gradualmente, possibilitando que os envolvidos nos processos percebam os benefícios do documento eletrônico. “Apostamos em uma melhor qualificação do processo, onde o trabalho braçal com pouca agregação de valor dará lugar a um trabalho mais analítico e estratégico para a corporação e para a sociedade”, destaca.

Segundo ele, o Processo Verde terá início em Brasília e em São Paulo. Não haverá digitalização de processos já existentes, mas os que surgiram em papel serão concluídos.

“O processo verde terá início nas aquisições efetuadas pela sede e por parte da regional São Paulo, onde o foco está na eletronização das compras corporativas e de TI. Não faremos processos redundantes. O que começa ‘verde’ terminará ‘verde’, sem duplicidade na forma tradicional”, explica. O superintendente acredita que haverá não somente a economia de papel, hoje em torno de 1 milhão de cópias por ano, mas outras economias como o custo de guarda, recuperação, melhor gestão, agilidade no atendimento a outros órgãos, pronto atendimento à Lei de Acesso à Informação, segurança, atualização imediata, encerramentos contratuais seguros e ágeis, dentre outros.

A implantação terá início no segundo semestre de 2012. Haverá treinamentos para todos os compradores e empregados envolvidos em processos de aquisição para que, em 2013, toda e qualquer ação processual do Serpro seja executada na modalidade “verde”.

“Para darmos transparência e segurança ao sistema, somente empregados com certificação digital da ICP-Brasil e previamente treinados e cadastrados poderão autuar documentos nos processos. O Serpro possui outorga do ITI para certificar seus empregados. Todo o sistema possui Log, o que significa dizer que teremos total controle de quem, quando e como acessou, consultou ou autuou documentos no sistema”, finaliza.

Fonte: TI INSIDE – Gestão Fiscal