Objetivo é tornar mais barato o financiamento dos setores envolvidos em infraestrutura num momento em que a economia dá sinais mais claros de retomada

ObrasUrbanas2013Brasília – O governo zerou a alíquota do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para financiamento de bens de capital, bens de consumo para exportação, setor de energia elétrica, projetos de engenharia, logística e aos planos de concessão do governo federal.

A medida, publicada no Diário Oficial da União nesta terça-feira, vale para as operações de crédito contratadas a partir de agora, segundo explicou à Reuters um assessor do governo.

O objetivo é tornar mais barato o financiamento dos setores envolvidos em infraestrutura num momento em que a economia dá sinais mais claros de retomada da atividade.

Essas operações de crédito já estavam com a taxa de juros reduzida por fazerem parte do Programa de Sustentação do Investimento (PSI). Pelo PSI, a taxa de juros cobradas são de 3 por cento ao ano neste primeiro semestre e de 3,5 por cento a partir de julho. O prazo de financiamento do programa é de 20 anos com carência de até 36 meses.

Fonte: Reuters | Exame

Via:www.ibpt.com.br/noticia/698/Governo-zera-IOF-para-financiamento-de-infraestrutura