Em assembleia geral extraordinária, realizada na noite da última quinta-feira (5), na sede do Sindifisco-PB, o Fisco Estadual aprovou paralisação dos serviços em todo o Estado, contra a falta de diálogo e o vergonhoso “reajuste” de 1% imposto pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) aos servidores públicos estaduais. A decisão foi por unanimidade.

Estão sendo organizadas diversas atividades para o dia de paralisação que ocorrerá na próxima quarta-feira (11). O objetivo é alertar a população quanto ao descaso do Governo do Estado com o serviço público. Juntamente com o Fisco, servidores da Fundac, Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e técnicos-administrativos também promovem mobilizações.

Outras categorias ainda podem paralisar suas atividades no mesmo dia.

Denúncia ao MPT

Na última semana, o Sindifisco-PB protocolou representação no Ministério Público do Trabalho, denunciando precariedade e insegurança nos postos fiscais.

“Além das condições de trabalho, estamos muito preocupados com a insegurança nos postos fiscais”, disse o presidente do Sindifisco-PB, Victor Hugo. “Recentemente, numa tentativa de assalto, um caminhoneiro foi baleado por criminosos nas proximidades do posto fiscal de Guaju, a polícia foi acionada, mas não compareceu ao local, tendo a vítima que buscar socorro por conta própria”, completou.

Assessoria de Imprensa

Fonte: PB Agora