Mais de 20 mil pessoas apoiaram sugestão apresentada no portal e-Cidadania do Senado para acabar com a isenção de impostos para as igrejas. Atualmente, partidos políticos, templos religiosos e entidades assistenciais e educacionais sem fins lucrativos estão isentos de pagarem impostos. Segundo dados da Receita Federal, em 2011, as entidades religiosas das mais diversas denominações arrecadaram R$ 20 bilhões. A sugestão, agora será analisada na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), onde poderá virar projeto de lei. Para o senador Eduardo Amorim (PSC-SE), a iniciativa é valida, mas é preciso mais fiscalização. Já a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) acredita que o fim da isenção poderá ser interpretada como perseguição religiosa. Ressalta, no entanto, que toda a política de isenção tributária deveria ser revista. Saiba mais na reportagem de Cinthia Bispo, da Rádio Senado.

Áudio da entrevista: Download

Fonte: Agência Senado

This article has 2 comments