Começa a valer nesta terça-feira (1º) o aumento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para vinho, espumante, cachaça, uísque e demais bebidas quentes.

A mudança no sistema de cobrança e na alíquota do tributo que incide sobre cada tipo de bebida pode resultar em reajustes entre 6% e 25% no preço dos vinhos cobrado do consumidor, estimam entidades e empresários do setor.

Eles alertam que a cobrança pode levar a aumento da informalidade e queda na arrecadação.

Fonte: Correio 24 Horas