banner notícias

Durante a Operação Quebra Gelo, 31 estabelecimentos foram objeto de “Declaração de não localização” e tiveram imediato bloqueamento e inibição de emissão de notas fiscais. As infrações cometidas por essas empresas representam somados R$ 20 milhões de imposto e R$ 147 milhões em operações.

Em prosseguimento aos trabalhos, ainda serão instaurados procedimentos administrativos para a apuração e declaração de nulidade destes locais. Demais estabelecimentos, que embora localizados tenham apresentado comportamento tributário divergente do esperado, serão objeto de verificações mais detalhadas.

A operação Quebra Gelo foi deflagrada pela Secretaria da Fazenda na manhã de terça-feira (28/3) e envolveu 62 agentes fiscais de rendas da Capital para apurar irregularidades na abertura e funcionamento de empresas e na emissão de documentos fiscais “frios” com o objetivo de simular operações para transferir créditos espúrios de ICMS aos destinatários. Equipes do Fisco se dirigiram a 64 alvos nas regiões Norte, Oeste e Centro da Capital, selecionados por apresentarem indícios de que as operações informadas nas Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e) podem não ter ocorrido conforme os dados registrados.​

Fonte: Sefaz-SP.