Em uma mensagem gravada nesta segunda-feira, 17, e publicada na noite desta segunda-feira, 17, nas redes sociais, o presidente Michel Temer ignora a pauta da denúncia e foca na estratégia de exaltar a aprovação da reforma trabalhista e tentar recolocar a pauta da reforma da Previdência.

Temer disse no vídeo que vai dar andamento a uma reforma tributária e que fará uma simplificação tributária “em brevíssimo tempo”. E voltou a falar da reforma trabalhista, sancionada na semana passada.

“Temos que celebrar a reforma trabalhista. A revolução que fizemos na relação patrão e empregado, faremos também ao simplificar nosso sistema tributário. Esse será outro ponto que levaremos adiante em brevíssimo tempo. Melhoraremos nossa competitividade no campo empresarial abrindo novos mercados para empresas nacionais, gerando emprego para todos os brasileiros”, disse.

Além da simplificação tributária, Temer também citou a reforma da Previdência como outra das medidas que seu governo espera dar andamento. Atualmente, a reforma da Previdência aguarda apreciação do plenário da Câmara.

A reforma tem encontrado resistência dentro do Congresso e também entre setores da sociedade civil. Ao abordar o tema, o presidente falou em “coragem para fazer o que é preciso”.

O presidente disse ainda que os juros seguem em ritmo de queda, mas que “os resultados positivos não param por aí”. “O crédito para a pessoa física só aumenta. A renda média do trabalhador vem subindo”, afirmou.

O discurso reforça a estratégia de Temer, que tem pedido aos seus ministros inclusive que levantem possibilidades de pautas positivas, com apelo popular, e que pequenas medidas que possam atingir a população para tentar melhorar sua popularidade.

Fonte: Diário da Região