No último sábado (12), na barreira montada para a Operação Muralha próximo à praça de pedágio em São Miguel do Iguaçu/PR, ação conjunta entre servidores da Receita Federal, policiais da Polícia Federal e do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron) resultou na apreensão de um comboio de ônibus que saía de Foz do Iguaçu/PR.

A ação ocorreu por volta do meio dia, quando as equipes observaram que uma grande quantidade de ônibus aguardava para passar pela barreira da Operação Muralha. Dessa forma, os ônibus foram sendo retirados das filas de veículos e direcionados para o acostamento da rodovia para serem fiscalizados. Foram selecionados 13 ônibus que, em uma primeira inspeção superficial, estavam carregados com mercadorias originárias do Paraguai. Procedeu-se, então, o encaminhamento desses veículos à sede da Receita Federal em Foz do Iguaçu para uma fiscalização minuciosa.

Ao chegar na sede, os passageiros foram fiscalizados e liberados com seus pertences pessoais, já os veículos foram lacrados para posterior verificação e quantificação das mercadorias que havia em seus bagageiros. Essa fiscalização inicial já produziu resultado, pois um dos passageiros, que possuía mandado de prisão em aberto, foi preso e conduzido à Delegacia de Polícia Civil em Foz do Iguaçu.

Por meio de entrevista com os condutores e com alguns passageiros, ficou constatado que os ônibus estavam realmente em comboio e que seguiam para diversos destinos no país. A deslacração dos veículos foi agendada para o decorrer desta semana. Por estarem bastante carregados, estima-se que as mercadorias contidas nos ônibus possam superar o valor de R$ 1,6 milhão ao final da contagem e valoração.

Destaque para um dos ônibus que foi deslacrado na manhã desta terça-feira (15), onde foram encontrados, na lixeira do banheiro, cinco pacotes com substância análoga a maconha, que totalizaram 2,7 kg. Não foi possível identificar o proprietário. As deslacrações dos outros ônibus continuam acontecendo nos próximos dias.

Fonte: RFB

Comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.