O projeto técnico da megaloja da Havan em Passo Fundo foi aprovado pela Prefeitura do município da região do Estado, nesta segunda-feira (9). A aprovação possibilita a construção do empreendimento que ficará na avenida Brasil Leste – próximo a região central da cidade. A nova loja ocupará uma área de 7 mil metros quadrados.

Esta é a primeira das duas lojas que a rede catarinense pretende inaugurar nos próximos meses no Rio Grande do Sul. O complexo comercial ocupará um terreno do grupo Comercial Zaffari e deve custar cerca de R$ 25 milhões. De acordo com o secretário de desenvolvimento econômico do município, Carlos Eduardo Lopes, ainda não há uma projeção de quanto a cidade passará a arrecadar com a chegada do empreendimento. “Nossa expectativa é grande. Acreditamos que terá um impacto muito grande no comércio e também na geração de novos empregos”, afirmou.

Antes mesmo da abertura, a empresa já deve contratar de 150 a 180 funcionários, segundo Lopes. Nos próximos anos, caso a empresa se firme economicamente no município, o número de empregos gerados deve ficar entre 200 a 220.

A empresa está há dois meses negociando com o Sindicato dos Comerciários sua instalação no município, com o apoio do Sindicato dos Lojistas de Passo Fundo (Sindilojas). De acordo com o presidente do Sindilojas, Jefferson Kura, a demora é devido a mudanças na abertura da loja em feriados – dias e horários de funcionamento. A proposta enviada pela Havan aos comerciários solicitava que, ao invés de fechar a loja em todos os feriados nacionais, fechasse somente em três. Para isso ofertava um aumento de 6,5% no piso salarial do município, chegando a um valor de R$ 1.310,00. Nesta quinta-feira, em resposta a essa proposta, o Sindilojas irá mandar um novo documento para empresa, corrigindo o índice de aumento salarial para acima do INPC.

Apesar do acordo entre a categoria e a empresa estar indefinido, Kura se diz entusiasmado com o resultado das negociações. O dirigente sindical acredita que o processo deve ser finalizado até esta sexta-feira (13). Conforme o presidente, “a nova proposta é bem vantajosa para empresa e acredito que logo já teremos uma resposta”.

Em fevereiro, o proprietário da Havan, Luciano Hang, informou que investirá mais de R$ 2 bilhões em sedes da loja e projetos de energia no Estado nos próximos anos. A empresa também negocia a construção de uma segunda loja em Caxias do Sul.

Fonte: Jornal do Comércio

Comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.