O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, destacou nesta terça-feira que o problema fiscal no Brasil não é de receita mais de gasto. Ele participa de solenidade do início das comemorações dos 50 anos da Receita Federal.

Segundo o ministro, quando se defende uma Reforma Tributária, o objetivo é simplificar a vida dos contribuintes e dar estabilidade às regras, o que ajuda na redução dos litígios. “Desafio é de simplificar o sistema, ter regras estáveis para reduzir litígios, o que será fundamental para aumentar crescimento potencial da economia”, disse Guardia.

Ele ressaltou ainda que a função da Receita é ajudar a construir um sistema tributário mais simples e eficaz, que leva à melhora da produtividade do país.

Durante o discurso na solenidade, o ministro destacou a importância da Receita Federal no combate à sonegação e da corrupção, citando, por exemplo, a participação dos servidores do Fisco na Operação Lava-Jato e Zelotes.

Guardia elogiou a qualidade técnica e ética dos servidores públicos e destacou que o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, é “profissional da maior qualidade e que tenho o maior respeito”. “Espero que isso possa continuar por muito tempo”, disse, sem dar mais detalhes.

O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, fez um histórico da atual o órgão nos últimos anos, ressaltando medidas implementadas como o eSocial, nota fiscal eletrônica, convênio com os fiscos estaduais e acordos internacionais.

Fonte: Valor Econômico

Comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.