Encerrou-se no dia 11/12, operação coordenada pela equipe da Delegacia Regional de Fiscalização de Luziânia, que apreendeu cerca de 500 toneladas de grãos (milho e soja) em uma semana de atividades. Houve, ao todo, retenção de 14 carretas de milho e quatro de soja. As seguintes irregularidades foram verificadas: transporte sem notas, simulações de operações internas e utilização de documentos fiscais de outras unidades da Federação por meio de “empresas noteiras” que acobertavam a saída de grãos do Estado de Goiás. Até o momento, houve geração de crédito de R$ 75 mil ao Estado.

A Delegacia Fiscal de Luziânia, em parceria com o Batalhão Fazendário da Polícia Militar e a Polícia Civil identificaram os verdadeiros remetentes e, de acordo com o supervisor Fiscal da Delegacia, Montaigne Mariano, as investigações já contam com dados que possibilitarão uma série de desdobramentos ao longo do próximo ano, que vão permitir a autuação de outras dezenas de empresas fraudulentas.

Fonte: SEFAZ GO

Comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.