Em suas redes sociais, o deputado federal João Henrique Caldas, o JHC (PSB), criticou o que chamou de “pegadinha” do novo código tributário de Maceió.

De acordo com ele, a proposta da administração municipal ataca o bolso do contribuinte. JHC afirma que há “uma alteração na forma de cálculo a ‘taxa do lixo’ em mais de 230%”.

O parlamentar ainda ironiza: “Isso porque em 2018, o maceioense assistiu o amontoado de lixo nas ruas sem recolhimento”.

Segundo o deputado federal, ele estuda medidas cabíveis contra ação da gestão do prefeito Rui Palmeira (PSDB). “Esse assunto chegou aaté mim por alguns eleitores. No Código anterior, lei 359/89, a base de cálculo era a área construída. No atual, lei 6685/17, outras características do imóvel entram. O que seria justo, se não implicasse nesse aumento brutal”.

Em entrevista ao blog, JHC destaca que ele e equipe estão estudando formas de rever a questão. “Não está descartada alguma medida judicial. Há, também, uma outra situação: como vem no carnê do IPTU, ou o pagador de impostos paga ou paga. Sequer há opção de discutir esse lançamento”, finaliza.

Reeleito para o mandato de deputado federal, JHC é tido como um dos possíveis canidatos à Prefeitura de Maceió. Ele concorreu no pleito passado, ficando na terceira posição. Na gestão passada de Palmeira chegou a ser aliado, indicando a pasta do Meio Ambiente.

Porém, ainda na primeira gestão tucana houve a ruptura política.

Fonte: Cada Minuto

Comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.