No início da cerimônia de posse da nova diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Nacional, o presidente da instituição, Felipe Santa Cruz, reafirmou a importância do debate no país para as profundas transformações legislativas que estão por vir. A reforma da previdência e a segurança pública foram classificadas pelo presidente como as pautas mais importantes para a sociedade. O evento ocorre hoje, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.
“O Brasil passa por um momento de muitos debates. Tem-se que falar sobre a previdência, sobre reforma tributária, questões de seguranças públicas”, reforçou. Ele defendeu que é papel da OAB contribuir para esse debate. “Estamos organizados em todo o país. Temos muitos técnicos e a nossa vontade é contribuir com o Brasil sempre”, completou Felipe Santa Cruz.

O presidente da ordem afirmou também que é necessário buscar entender como funcionam as instituições que utilizam as redes sociais para deturpar a opinião pública. Durante as últimas eleições, escândalos envolvendo o Whatsapp pautaram as discussões na sociedade sobre a propagação de fake news e a difamação de candidatos.“Existe uma milícia organizada nas redes sociais e temos que compreender quem é essa milícia e a quem ela serve. Ela utiliza robôs e persegue opiniões que ela não concorda”, ressaltou. O presidente classificou esse tipo de atuação na internet como ruim para o debate público. O objetivo, segundo ele, é trazer transparência para o assunto.

A pauta econômica também foi fortemente defendida por Felipe Santa Cruz. Segundo ele, o Brasil precisa continuar a crescer e a melhor forma de fazer isso é trazendo investimento e emprego para o país. “A gente tem que ter um país com liberdade e livre iniciativa. O país precisa voltar a crescer. O brasil precisa gerar emprego par as corporações. Também é papel da ordem fiscalizar essas questões”, disse.

Por fim, o novo presidente da ordem explicou que a pauta de segurança pública é extremamente importante. Ele garantiu que a ordem já está trabalhando para contribuir com o aprimoramento do pacote anti crime proposto pelo Ministro da Justiça, Sérgio Moro. Atualmente, o projeto está travado no Congresso. “Isso é outro ponto sensível para a população. Toda a preocupação está em cima da segurança pública. É gravíssima a situação. Precisamos, sim, debater o pacote e contribuir para aprimorá-lo”, reforçou.

Hoje, compõem a diretoria Felipe Santa Cruz (presidente), Luiz Viana Queiroz (vice-presidente), José Alberto Simonetti (secretário-geral), Ary Raghiant Neto (secretário-geral adjunto) e José Augusto Araújo de Noronha (diretor-tesoureiro). Outros 162 conselheiro federais também tomarão posse de seus cargos para atuarem na ordem durante o próximo triênio (2019-2022).

Fonte: Correio Braziliense

Comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.