O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), voltou a defender nesta terça-feira, 4, que a proposta de reforma tributária que já está em tramitação na Casa é “ótima para o início de debate” e deve ser levada adiante. O texto, de autoria do líder do MDB, Baleia Rossi (SP), já foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e aguarda análise em uma comissão especial.

Maia fez um breve discurso em evento da frente parlamentar da indústria de máquinas e equipamentos. Ali, afirmou que o Estado brasileiro ficou caro e ineficaz nos últimos anos. “Chegou a hora da gente ter coragem de enfrentar os principais desafios do Brasil. O Estado brasileiro é cheio de gambiarras, vai se dando soluções pontuais para salvar o setor A ou B”, disse.

O presidente da Câmara lembrou das críticas feitas à aprovação do teto de gastos, principalmente por partidos de esquerda porque inviabilizaria investimentos na área social, mas enfatizou que o problema da economia do País é o volume de despesas obrigatórias que não podem ser cortadas do Estado. “E a cada ano que passa elas vão aumentando”, disse.

Maia criticou o excesso de incentivos fiscais que foram dados a setores públicos e privados e defendeu a aprovação de uma reforma tributária. “Vamos ver de que forma a gente consegue ter um Estado, não mínimo, mas que seja do tamanho que garanta um Estado forte na regulação, forte nas condições de gerar garantia e segurança jurídica para o setor privado voltar a investir no País”, disse.

Fonte: Isto É

Comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.