Ação foi realizada em todo o estado para coibir vendas ilegais durante a Black Friday. Foram encontradas irregularidades em Laranjal Paulista e Itapeva.

A Receita Estadual da Fazenda e Planejamento fez uma operação para coibir a venda de produtos ilegais na Black Friday, nesta quinta-feira (28), na região de Itapetininga.

A Receita identificou 51 empresas que teriam supostamente lucrado só neste ano R$ 675 milhões com a venda de produtos eletrônicos.

Na região de Itapetininga, uma empresa de Itapeva está sendo investigada, além da suspeita de sonegação de mais de R$ 140 mil do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de uma empresa de Laranjal Paulista.

“Ela foi notificada a comprovar como foi feita a importação. Existem documentos que podem confirmar se a operação foi feita como descrita e se houve recolhimento do imposto. Caso seja constatado que houve uma fraude estruturada, associação de várias pessoas para que ocorresse a sonegação, pode ser feita representação junto ao Ministério Público para que haja consequências penais ou criminais”, afirma Luciano Rodrigues Rosa, inspetor fiscal da Secretaria da Fazenda.

Fonte: G1 Itapetininga e Região

Comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.