A Secretaria de Fazenda realiza a Operação Olímpia II, uma ação de educação fiscal, durante o torneio de tênis Rio Open, que acontece de 15 a 23 de fevereiro no Jockey Club do Rio.

Durante o trabalho, que será executado ao longo desta semana, Auditores da Auditoria-Fiscal Especializada (AFE) 14 – Barreiras Fiscais fiscalizaram contribuintes que participam do evento para verificar quais estão em desacordo com a legislação, ou seja, que não emitem a nota fiscal na venda de produtos ao consumidor.

– O Rio Open é um dos maiores eventos esportivos da cidade do Rio, por isso é importante fiscalizarmos. Nosso objetivo é orientar os contribuintes com a finalidade de aconselhar e identificar possíveis irregularidades. Assim, promovemos uma educação fiscal e incentivamos o cumprimento das obrigações tributárias – afirmou o superintendente de Fiscalização da Sefaz-RJ, Rodrigo Aguieiras.

Foram verificadas também áreas VIP, estandes de marcas, lojas e a praça de alimentação para verificar se os produtos tinham a documentação fiscal de entrada.

Com a Operação Olímpia, chega a 11 o número de ações realizadas em 2020 pela Receita Estadual para combater a sonegação e aumentar a arrecadação.

Fonte: Governo do Rio de Janeiro

Comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.