​Através do monitoramento de notas fiscais e diligências efetuadas em estabelecimentos, a Superintendência Geral de Gestão Tributária e não Tributária da Secretaria de Estado da Fazenda detectou empresas que possuem irregularidades com o Estado não sanadas, ocasionando no cancelamento dos cadastros de ofício.

“São mais de três mil empresas que terão a Inscrição Estadual cancelada devido a omissão de DIC/EFD, CNPJ baixado, desenquadramento do Simei ou ainda por apresentarem locais incertos, inacessíveis ou desconhecidos. Há também situações em que apresentaram operações fictícias, fraude, simulação e irregularidades fiscais”, explica a superintendente de Gestão Tributária da Sefaz, Silvana Maria Lisboa Lima.

O Edital de cancelamento foi publicado no Diário Oficial do Estado no último dia 11 e a principal consequência do cancelamento da Inscrição Estadual para essas empresas é a impossibilidade de exercer atividades comerciais.

Fonte: SEFAZ/SE

Comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.